Roberto Mendes Baixar Músicas

Roberto Mendes

Samba

338 views
Compartilhe Agora:

foto de Roberto Mendes

Em 1988, lançou o primeiro disco "Flama", que contou com a participação de Gilberto Gil e apresentação de Caetano Veloso. No ano de 1992, o segundo trabalho, "Matriz", contou com a participação de Caetano Veloso. Em 1994, lançou o disco "Roberto Mendes", com produção de Maria Bethânia, sua maior incentivadora. Teve composições gravadas por diversos artistas, entre os quais, Gal Costa, Margareth Menezes, Daniela Mercury, Maria Creuza, Simone Moreno, Raimundo Sodré e Zezé Motta. Maria Bethânia obteve sucesso com as composições "Filosofia pura" (em dueto com Gal Costa), "A bela e o mar", "Vida vã" e "Vila do adeus", de Roberto Mendes e Jorge Portugal, e "Resto de mim", de Roberto e Ana Basbaum. Em 1999, lançou o CD "Minha história", com destaque para a faixa-título, além das composições "Guardar-te", "Manhã comum" e "Feiticeira", em parceria com J. Velloso, e "Assim como ela é", com Jorge Portugal, que foi gravada ainda por Ivete Sangalo num clipe para Bahiatur, em composição que homenageou os 450 anos de Salvador. No mesmo disco gravou também o samba "Anjo da velha guarda", de Aldir Blanc e Moacyr Luz, música em homenagem a Zeca Pagodinho. No ano de 2001, lançou o CD "Tradução". Em 2002, participou da coletânea "Do lundu ao axé - 100 anos de música baiana", ao lado de Edil Pacheco, Paulinho Boca de Cantor, Margareth Menezes, Gilberto Gil, Armandinho, Carlinhos Brown, Silvinha Torres, Gerônimo, Nélson Rufino, Lazzo, Moraes Moreira e Virgínia Rodrigues. Neste disco interpretou "Yayá baiana" de autoria de Humberto Porto. Em 2003 Maria Bethânia no disco "Brasileirinho" interpretou de sua autorua "Yáyá Massemba" (c/ Capinam). No ano de 2005 lançou o CD e DVD "Tempos quase modernos", fazendo shows de lançamento na loja Modern Sound e na Casa da Gávea, no Rio de Janeiro. Em 2008 lançou, pela gravadora Biscoito Fino, o CD "Cidade e rio" em show no Allegro Bistrô, espaço da loja Modern Sound, em Copacabana, no Rio de Janeiro. O disco contou com as participações especiais de Alcione, Lenine, Pedro Luiz, Guinga, Marco Pereira e Mario Ulloa. No disco foram incluídas de sua autoria as faixas "Linda morena" (c/ Nelson Ellias), "Deu saudade" (c/ Herculano Neto) e as composições "Tira essa mulher da roda", "Poesia, samba e baião", "Demanda" e "Bom começo", todas em parceria com o poeta Capinan. Também foram incluídas algumas parcerias com seu principal letrista, o poeta Jorge Portugal, além da faixa-título "Cidade e rio". Ainda constaram no CD "Memória das águas", "Esse sonho vai dar" e "Maravilha marginal", parcerias de Roberto Mendes e Jorge Portugal. Entre as regravações destacaram-se "Purificar o Subaé"(Caetano Veloso) e sua composição "Beira mar" (parceria com Capinan), gravada anteriormente por Maria Bethânia no disco "Pirata". Com a cantora trabalhou muitos anos como violonista e arranjador. Sobre o músico a cantora Maria Bethânia escreveu: "Roberto Mendes, certamente um músico fora do comum, extraordinário, apegado e apaixonado pela sua gente, sua terra, sua água tão limpa e única, e tão apodrecida hoje com a desculpa do progresso. Progresso miserável matando seus rios, peixes, mariscos... Progresso de chumbo que corrói o solo bendito de tantos canaviais. Ao inferno todos os perversos que iludiram e iludem a "cidade e o rio", donos dos sons e sabores que aqui na música única de Roberto sente-se, respira-se e saboreia-se. Uma foto do Brasil real, não o virtual e inútil, na nossa cara, entrando pelas narinas, poros e goelas. O "auxílio luxuoso" dos mestres (Guinga, Lenine, Alcione, Pedro Luís e Marco Pereira) que aqui vieram, reafirmam o que digo, penso, choro e com que me delicio. A música ainda pode nos salvar de todo o mal.

Se você encontrou alguma informação errada ou poderia melhorar essa página sobre Roberto Mendes fale agora mesmo com a gente!

AS 10 MAIS ACESSADAS

Faltando alguma coisa aqui? Mande mais fotos de Roberto Mendes para gente!

>