Kill For Thrills Baixar Músicas

Kill For Thrills

Outros

80 views
Compartilhe Agora:

foto de Kill For Thrills

HARD ROCK - USA • Gilby Clarce - Guitar/Vocals • David Scott - Drums • Jason Nesmith - Guitar • Todd Muscat - Bass Dynamite From Nightmareland - 1990 Ok, provavelmente todos já conhecem Gilby Clarke... Sua curta estadia no Guns N´Roses e agora novamente em evidência no Supernova tornou seu nome conhecido entre os amantes do rock n´roll. Mas o início da carreira profissional deste bom músico, natural de Ohio, já data desde 1985, quando, já morando em Hollywood, lançou um único álbum com o Candy, modelando desde então seu Hard Rock despretensioso e de fácil assimilação. Somente três anos depois Clarke aparece em outro álbum, agora liderando o Kill For Thrills que, além de Gilby na voz e guitarra, contava ainda com o baixista Todd Muscat (irmão de Brent Muscat, do Faster Pussycat) e o baterista David Scott. Inicialmente o Kill For Thrills seria um trio, mas, depois de verem o guitarrista Jason Nesmith (filho de Mike Nesmith, do The Monkees) tocando “The Rain Song”, do Led Zeppelin, decidiram no ato que seriam um quarteto. Com o EP “Commercial Suicide” (88) saindo por um pequeno selo, saem tocando pela sua região até que, depois de uma apresentação na própria Hollywood, assinam com a MCA. Em 1990 o Kill For Thrills lança então seu primeiro e único álbum chamado “Dynamite From Nightmareland”. Assim como o citado EP, o álbum se mostrou um disco de rock n´roll bem mais honesto do que muitas das outras bandas de sua nova gravadora. Longe de soarem agressivos e com boa influência dos anos 70, havia faixas bem agradáveis como “Motorcycle Cowboys”, o ritmo pesado de "Something For The Suffering", ou os refrões bem sacados de "Brother's Eyes", que atraíram muito interesse, mesmo no competido mercado da época. E entre estes interessados também estava Axl Rose, pois logo a seguir Gilby Clarke estava assumindo o posto de Izzy Stradlin na segunda guitarra no Guns n´Roses. Após a vida curta do Kill For Thrills, Todd Muscat se mandou para o conturbado Junkyard, enquanto Jason Nesmith está numa discreta, porém respeitada carreira-solo. O final da história de Gilby foi feliz, pois foi dispensado rapidamente do pretensioso Guns e seguiu tocando com Slash no Slash’s Snakepit. Tem ainda uma considerável discografia-solo, e também dividiu os créditos com Tracii Guns (guitarra, L.A. Guns) e Slim Jim Phantom (bateria, Stray Cats) e Teddy Andreadis (teclados) no projeto Col. Parker no CD “Rock n´Roll Music” (01). Mesmo sem muito sucesso, os álbuns em que Gilby Clark tocou mostram seu amor pela música. Ou quase, pois não se pode dizer com certeza que o tal Supernova possa ser movido unicamente pelo “amor à música”...

Se você encontrou alguma informação errada ou poderia melhorar essa página sobre Kill For Thrills fale agora mesmo com a gente!

Faltando alguma coisa aqui? Mande mais fotos de Kill For Thrills para gente!

>

Publicidade