Yma Sumac Baixar Músicas

Yma Sumac

Mambo

194 views
Compartilhe Agora:

foto de Yma Sumac

Yma Sumac, nome artístico de Zoila Augusta Emperatriz Chavarri del Castillo (Cajamarca, 13 de setembro de 1922 — Los Angeles, 1 de novembro de 2008) foi um contralto peruano. Sumac era capaz de permutar por entre os naipes correspondentes a soprano, mezzosoprano, contralto, tenor e barítono, e tinha total domínio de suas técnica. Sua classificação de voz, o contralto virago, é o tipo vocal mais raro existente. Nos anos 1950, ela era uma das artistas mais famosas da música exótica, e se tornou um sucesso internacional baseado nos méritos de seu enorme alcance vocal que ia acima de três oitavas, o que era habitualmente aclamada por alcançar 4 ½ oitavas. Zoila del Catillo nasceu em 13 de setembro de 1922, em Cajamarca, Peru. Ela adaptou o nome Yma Sumac na América do Sul, antes de ir aos Estados Unidos. Tal nome foi baseado no nome de sua mãe, que derivava de Ima Shumaq, que significava "linda flor", e até mesmo "linda garota", como declarou em algumas de suas entrevistas. A primeira aparição de Yma Sumac no rádio foi em 1942, sendo que neste mesmo ano, se casou com o maestro Moisés Vivanco. Yma gravou no mínimo 23 canções da música popular peruana na Argentina em 1943. Essas gravações foram muito bem recebidas pela Odeon (gravadora que gravou suas primeiras canções) e teve a participação do grupo de Moisés Vivanco, Companhia Peruana de Arte, composto por 46 dançarinos, cantores e músicos de origem indígena. Em 1946, Yma e Vivanco se mudaram para a cidade de Nova Iorque, onde atuaram como o Inca Taky Trio, onde Sumac cantava como soprano, sua prima Cholita Rivero como contralto e também como dançarina e Vivanco no violão. Yma Sumac foi uma das cantoras líricas mais bem notificadas e admiradas de todos os tempos. Com sua voz, era capaz de emitir notas agudíssimas que soavam como o canto dos pássaros e graves que iam abaixo da tessitura de um baixo. Possuía uma extensão vocal de 5,2 oitavas, emitindo desde o Réb1 do piano até ao Dó#7. Sua canção "Chuncho - The Forest Creatures" é um excelente exemplo de quão grande era a sua extensão vocal, onde emitia desde o E2 ao C#7. Até então, a cantora mais conhecida por cantar C7 era Erna Sack que possuía 4,4 oitavas, emitindo desde o Fá2 ao Dó7. Com sua extensão, Yma pôde passar para si o título que até então pertencia a Erna Sack. Yma Sumac era classificada como contralto. Pelo menos vinte faixas de canções folclóricas peruanas (10" 78rpm) Voice of the Xtabay (1950), Capitol Records CD-244 (78rpm set)[1] Flahooley (1951), Capitol DF-284 (78rpm set) Legend of the Sun Virgin (1952), Capitol DDN-299 (78rpm set) Inca Taqui (1953), Capitol L-243 (10" LP) Voice of the Xtabay & Inca Taqui, (1955) Capitol W-684 (both on one 12" LP) Mambo! (1954), Capitol T-564 (10" LP) Legend of the Jivaro (1957), Capitol T-770 (12" LP) Fuego Del Ande (1959), Capitol T-1169 (Monophonic); ST 1169 (Stereo) (mono and stereo versions were separate recordings) (12" LP) Recital (1961), EDE-073 (12" LP) - Reissued on CD, ESP-DISK' 4029 (2006) Miracles (1971), London XPS 608 (12" LP) - Reissued on CD as Yma Rocks! (1998), JOM-1027-2 I Wonder on Stay Awake: Various Interpretations of Music from Vintage Disney Films, 1988 (one of Various Artists).

Se você encontrou alguma informação errada ou poderia melhorar essa página sobre Yma Sumac fale agora mesmo com a gente!

AS 10 MAIS ACESSADAS

Faltando alguma coisa aqui? Mande mais fotos de Yma Sumac para gente!

>