Joana Amendoeira Baixar Músicas

Joana Amendoeira

Fado

509 views
Compartilhe Agora:

foto de Joana Amendoeira

Joana Amendoeira é considerada uma das Fadistas da “Nova Geração”, no seu cantar, o fado ganha novo fulgor, nova atitude sem se desviar da Tradição. Nascida em Santarém a 30 de Setembro de 1982, participa, em 1994, pela primeira vez na Grande Noite do Fado de Lisboa, onde recebe os maiores elogios do público e júri presentes. Em 1995, volta a participar, no Porto, onde ganha o primeiro prémio de interpretação feminina. A partir desse ano inicia uma actividade regular com espectáculos por todo o país e auditórios, teatros, nos quatro cantos do mundo. Em 1998 desloca-se pela primeira vez ao estrangeiro, onde actua no âmbito do evento "Dias de Portugal", organizado pelo ICEP nas cidades de Budapeste e Kesckemet (Hungria). Ainda no mesmo ano grava o seu primeiro álbum, intitulado "Olhos Garotos", o que a torna uma das mais jovens intérpretes de fado com discos gravados. Em 2000 edita o segundo álbum "Aquela Rua", que recebe as melhores referências da crítica especializada. Inicia uma colaboração regular com o "Clube de Fado", uma das mais prestigiadas casas de Fado de Lisboa, onde faz parte do elenco local. Enquanto isso, em Portugal, é convidada para as mais prestigiadas colecções discográficas nacionais, como “Novas Vozes, Novos Fados” da EMI/VC, “Nova Biografia do Fado” da EMI/VC, no disco de homenagem a Moniz Pereira (Universal) e participa na banda sonora da série Jóia de África. Em 2003, lançou o seu terceiro álbum “Joana Amendoeira” trabalho que teve reconhecimento imediato por toda a comunidade fadista, crítica especializada e pelo público. A tournée deste álbum levou-a a vários países como a Holanda, Espanha, França, Áustria. E permitiu-lhe ser escolhida, entre muitos candidatos, a apresentar o seu espectáculo, em diversas feiras profissionais de World Music, como o Mercat de Musica Viva de Vic 2003 (Espanha) e a Strictly Mundial 2005 (Canadá). Ainda este ano participa no Disco de Homenagem a Carlos do Carmo “O Novo Homem na Cidade” ao lado de alguns dos mais importantes intérpretes da actualidade: Ivan Lins, Camané, Sara Tavares, Mariza, Martinho da Vila, Tito Paris, entre outros. Joana Amendoeira, a jovem, que já foi promessa, é agora uma certeza no panorama da música nacional e internacional actual. Facto confirmado pela atribuição dos Prémios Revelação 2004 da Casa da Imprensa, Melhor Nova Voz do Fado Rádio Central FM (Leiria), Troféu António Botto Música da Rádio Antena Livre (Abrantes), Troféu Música do Jornal «O Ribatejo», e reafirmado no álbum “Ao vivo em Lisboa” lançado em Julho 2005, é o primeiro ao vivo. Gravação do primeiro espectáculo a solo numa das mais prestigiadas salas de Lisboa, o Teatro Municipal São Luiz, em Novembro de 2004. O êxito deste espectáculo ficou registado para ser partilhado por todos os apreciadores de Fado e do talento da artista Joana Amendoeira. Na sua voz, o fado atinge momentos de sublimes harmonias vocais, sentidas e sensuais. Joana Amendoeira é o fado em todo o seu esplendor! Com este novo espectáculo, os anos de 2005, 2006 e 2007 foram marcados com uma série de tournées pelo mundo fora, passando por algumas das mais prestigiadas salas e festivais nacionais e internacionais, nomeadamente: Casa da Música (Porto, Portugal), Festival Atlantic Waves (Londres, UK), Eurocultured Street Festival (Manchester, UK), Millenáris Park (Budapeste, Hungria), Pancirfest Festival (Croácia), Concergebouw (Amesterdão, Holanda), Feira Internacional do livro de Turim (Turim, Itália), Festival Ile de France (Paris, França), Tour na Suécia (25 concertos), Festa do Fado (Lisboa, Portugal), Royal Opera House (Londres, UK), Cine-Teatro São Jorge (Lisboa, Portugal), e, recentemente, participou no concerto de comemoração dos 40 anos de carreira do famoso músico húngaro Zorán, como sua convidada especial. Já no final de 2006 edita o seu último disco que dá o nome ao espectáculo: “À Flor da Pele” Este é um momento que retrata um envolvimento intenso e cheio de verdade. A ideia será criar um grupo de fados e não apenas uma Fadista com os seus músicos acompanhantes. Pedro Amendoeira na Guitarra Portuguesa, Pedro Pinhal na Viola de Fado e Paulo Paz no Contrabaixo e Baixo Acústico, instrumentistas e compositores de alguns dos temas, revelam aqui que, para se poder criar um projecto forte e característico, é preciso viver cada momento como se fosse o último. Nele, todos imprimem um cunho muito particular, revelando todos os sentimentos que se encontram, de facto, à flor da pele. Apresenta este trabalho na carismática sala lisboeta do Cinema São Jorge, em Lisboa, com lotação esgotada, onde o público se rendeu à magia do seu fado. É assim um pouco por todo o mundo, desde que a artista começou a internacionalização deste seu último disco, tendo já visitado este ano países como Espanha, Itália, Colômbia, Suécia, Bulgária, Áustria e, entre muitos mais, a Inglaterra, onde a fadista se apresentou ao exigente público britânico numa das mais prestigiadas casas de espectáculos da Europa, a Royal Opera House, em Londres, no seu novo espaço, o Lindbury Studio Theatre. Nesse palco, Joana Amendoeira quebrou duas barreiras simbólicas, já que foi a primeira vez que ali actuou uma artista portuguesa a solo e foi também a estreia do fado nas exclusivas salas da Royal Opera House. Outra originalidade deste espectáculo foi a entrevista realizada em palco pela jornalista Fiona Talkington para a BBC - Rádio 3, durante a qual a fadista, num inglês apurado, explicou ao público inglês a magia e o mistério da palavra "saudade". Foi com este brilhantismo que a artista conquistou a plateia de mais de 15.000 pessoas, no Sportaréna em Maio de 2007, em Budapeste, como convidada do artista Húngaro Zorán. Dois dias depois Joana cantou no Teatro Millenáris Park, tendo ainda participado na acção “Portugal Apresenta-se”, a maior acção de promoção de Portugal alguma vez realizada na Hungria, onde, mais uma vez, a artista foi a embaixatriz de Portugal. A Confluência entre a Alma e a Paixão… Em Portimão, no mês de Novembro de 2007, Joana Amendoeira (Voz), Pedro Amendoeira (Guitarra Portuguesa), Pedro Pinhal (Viola de Fado), Paulo Paz (Contrabaixo) e Filipe Raposo (Acordeão) encontraram-se numa reflexão em redor do repertório da fadista para uma actuação com a Orquestra do Algarve. O Resultado foi um dos espectáculos mais emblemáticos da história da sua vida. Como não seria possível deixar em branco uma noite tão memorável como esta, surgiu a ideia de criar um ensemble para se juntar à voz de Joana Amendoeira e ao seu quarteto, formando assim um espectáculo com arranjos de João Godinho, que viria a estrear na Praça de Armas do Castelo de São Jorge em Lisboa, no âmbito da Festa do Fado, em Junho de 2008. Deste espectáculo surgiu o sexto disco da Fadista, desta vez gravado e filmado para se tornar num disco ao vivo com oferta de DVD. O Ensemble, criado especificamente para este espectáculo, com a direcção de Paulo Moreira (Violoncelo), conta ainda com a presença de António Barbosa (Primeiro Violino), Paula Pestana (Segundo Violino), Ricardo Mateus (Viola de Arco), Maria Rosa (Flauta), Rui Travasso (Clarinete), Carlos Alberto (Trompete) e João Carlos (Trompa). Filipe Raposo, um dos mais conceituados músicos da actualidade, junta o seu acordeão ao trio de fado que desde sempre tem vindo a acompanhar a fadista pelos quatro cantos do mundo. «… Como quando dois rios se encontram e nesse momento se fundem. “Um Rio é a Alma” o outro “A Paixão”. Juntos e unidos seguem o seu mais puro caudal para se encontrarem num mar de emoções e assim formarem um dos grandes discos e espectáculos da História do Fado e da Música Portuguesa: Joana Amendoeira & Mar Ensemble».

Se você encontrou alguma informação errada ou poderia melhorar essa página sobre Joana Amendoeira fale agora mesmo com a gente!

Faltando alguma coisa aqui? Mande mais fotos de Joana Amendoeira para gente!

>