Gino Paoli Baixar Músicas

Gino Paoli

Romântico

656 views
Compartilhe Agora:

foto de Gino Paoli

Filho de um engenheiro naval e uma dona de casa, Gino Paoli nasceu em Monfalcone em 1934. Enquanto ainda era um garoto, se mudou para Gênova e enquanto trabalhava como porteiro, desenhista gráfico para propagandas e pintor, teve seu debut como cantor de salões de bailes. Formou um grupo musical junto com seus amigos Luigi Tenco e Bruno Lauzi. Chamou a atenção da gravadora Ricordi e assinou contrato. Em 1960, depois de gravar diversas canções escritas por outros artistas, ele produziu "La Gatta". Embora inicialmente a peça não tenha sido bem aceita pelo público, os lucros aumentaram gradualmente e no final acabou sendo um grande sucesso. Isso marcou o começo do melhor e mais produtivo período de Paoli. Em um espaço de tempo de cinco anos, ele gravou canções do calibre de "In Cielo In Una Stanza", "Senza Fine", "Sassi", "Me In Tutto Il Mondo", "Anche Se", 'Sapore Di Sale", "Che Cosa C'è" e "Vivere Ancora", todas destinadas a se transformarem em clássicos e serem regravadas em inúmeros idiomas (Senza Fine foi regravada em cerca de 300 versões diferentes). Depois de conseguir o status de superstar, Paoli se dedicou a descobrir e lançar outros jovens artistas. Ele produziu o primeiro álbum de Lucio Dalla e incitou o relutante Fabrizio De André a se apresentar com ele no Circolo della Stampa, em Gênova. Após um longo período de depressão seguido da morte de Luigi Tenco, ele retornou à música em 1971 com o álbum "Le Due Facce Dell'amore". Mas o seu mais importante LP da época foi "I Semafori Rossi Non Sono Dio" (1974), um tributo ao cantor Manuel Serrat contendo traduções de suas melhores canções. Em 1980 Paoli pagou tributo ao seu amigo Piero Ciampi, que morreu poucos meses antes, com um álbum inteiramente de composições próprias intitulado "Ha Tutte Le Carte In Regola" (1980). Cinco anos antes, ele havia lançado o álbum duplo ao vivo "Insieme" seguido de um triunfante tour junto com sua companheira de palco, Ornella Vanoni. Alguns dos álbuns mais memoráveis dos últimos quinze anos são "Cosa Farò Da Grande" (1986), "L'ufficio Delle Cose Perdute" (1988) e "Matto Come Come Un Gatto" (1991), o qual contém a famosíssima canção "Quatro Amicci".

Se você encontrou alguma informação errada ou poderia melhorar essa página sobre Gino Paoli fale agora mesmo com a gente!

Faltando alguma coisa aqui? Mande mais fotos de Gino Paoli para gente!

>