Camille Baixar Músicas

696 views
Compartilhe Agora:

foto de Camille

Camille Dalmais, mais conhecida por Camille (10 de março de 1978, Paris, França), é uma cantora francesa, compositora e atriz ocasional. O experimentalismo e a originalidade são as suas marcas que há quase uma década encanta fãs em todo o mundo com um repertório influenciado por Soul, Jazz, Folk e Bossa Nova, que associado a suas performances no palco dão vida a um novo estilo, o dela. Camille é uma voz em evidência na cena musical francesa, mais ousada e experimental do que as demais, chegando a ser até demais para ouvidos acostumados ao pop tradicional. Quando adolescente, ela estudou balé e desenvolveu um interesse em bossa nova e musicais de teatro americano. Ela participou do prestigioso Liceu Internacional de Saint Germain-en-Laye, onde obteve seu bacharelado em literatura. Graças à sua mãe ser professora de Inglês, ela cresceu aprendendo a falar Inglês fluentemente. Ela realizou sua primeira canção original "Un Homme déserte" com dezesseis anos, enquanto assistia a um casamento. Mas nada foi mais importante na sua escolha profissional do que um concerto de Ray Charles, a que ela assistiu na mesma época. No início de 2000, durante a realização dos clubes de jazz em Paris, Camille fez sua estréia como atriz no filme Les Morsures de l'Aube (por Antoine de Caunes, com Asia Argento e Guillaume Canet). Ela também contribuiu para a música "La Vie la Nuit" em sua trilha sonora. Os bons artistas normalmente passam por uma certa preparação antes de se lançarem na vida artística, com a Camille não foi diferente e antes de apresentar o primeiro álbum se licenciou em Letras pelo Lycée Henri IV em Paris, e em Ciências Políticas pela Normale-Sup Saint-Cloud. Durante o curso produziu a maquete de "Sac de filles", que ela divulgou nos clubes de jazz parisienses depois de formada. Nessa ocasião conheceu o cantor Jean-Louis Murat que a convidou para integrar o seu coral em um programa de televisão. No início de 2002, Camille assinou um contrato com a gravadora Virgin Records. Ela lançou seu primeiro álbum de estúdio "Le Sac des Filles". roduzido por Jacques Ehahart, que havia trabalhado com Henri Salvador em "Jardin d'Hiver", o disco foi promovido pelo single homônimo e pela canção "Demeure d’un ciel", e encantou até o realizador Stéphane Sednaoui que se ofereceu para gravar o clipe da canção "Paris", a um preço abaixo do mercado. No ano seguinte Camille partiu com o cantor Roméo para uma turnê europeia de cinco dias; co-escreveu o título "Seeing Is Believing" para o primeiro disco dos franceses "Scratch Massive"; co-escreveu e cantou "Someone like you" para "Superdiscount 2", álbum de Etienne de Crécy; fez um duo com o cantor Marka na canção "Avant après", extrato do álbum "L’Etat c’est moi" e por último aceitou fazer os back-vocals para o projeto de Jean-Louis Murat no DVD "Parfum d’acacia au jardin." Projetos que seguiram pelos anos de 2004 e 2005 com a participação nos corais "Langage oublié" de Gérard Manset, lançado em março, e nos discos "Ragalet" do comparsa Sébastien Martel, e "Plus vivant" de Lokua Kanza, em que assinou o texto "Caméra dans le cœur" . Mas nada contribiu mais para sua fama internacional do que a participação na banda Nouvelle Vague, em 2004, ela começou a trabalhar com Marc Collin e sua banda Nouvelle Vague que propunha uma releitura de clássicos do New Wave ao som de Bossa Nova. Camille e Collin já eram amigos e haviam trabalhado em 2002 no álbum "Les pétroleuses", em que interpretou "Nicole" e "Geneviève". Ela contribuiu com vocais para as canções "Too Drunk to Fuck", "In a Manner of Speaking", "The Guns of Brixton", e "Making Plans for Nigel" presente em seu primeiro álbum. Em 2005, ela lançou o álbum "Le Fil", que foi produzido em colaboração com o produtor Inglês MaJiKer. Todas as músicas neste álbum são baseadas na exploração da voz, com apenas um contrabaixo, guitarra, trombone, percussão e teclado como instrumentos de acompanhamento. Le fil rapidamente tornou-se disco de ouro. O ano começou com "Le fil", segundo álbum de Camille e terminou com uma recompensa no prêmio Constantin. No projeto experimentalista, sua música evolue num universo de influências africanas e americanas em que do primeiro ao último título faz referência a nota "Si". Mas há quem diga que foi nos shows que a jovem mostrou seu verdadeiro talento, levando para os palcos suas performances de atriz. A turnê com mais de cem datas por toda a França teve concertos marcantes nos festivais de "Printemps de Bourges" e "Francofolies" e mesmo fora do país como em Israel e Montréal, por exemplo. Em Paris se apresentou no Teatro Blancs-Manteaux, no Café de la Danse e no Trianon, onde gravou um álbum ao vivo, "Live au Trianon". A canção "Pâle Septembre" parece ser uma referência aos ataques ao World Trade Center, de 11 de Setembro de 2001. As linhas "Mais qui est cet homme qui tombe de la tour? Mais qui est cet homme qui tombe des Cieux? Mais qui est cet homme qui tombe amoureux?" (Mas quem é este homem que cai da torre? Mas quem é esse homem caindo do céu? Mas quem é este homem a se apaixonar?) sugerem culpa que acompanha o amor em um momento de luto. A música de Camille "1, 2, 3" de Le Sac des Filles foi usado no anúncio de televisão para o perfume Cacharel Promesse estrelado por Laetitia Casta e Matthew Avedon. Sua música "Waves" foi usado no anúncio de televisão "Perrier's Melting". O esforço não foi ignorado pela academia do Victoires de la Musique que a premiou em 2006 nas categorias de Álbum revelação do ano e de "Grupo ou Artista Revelação dos Palcos". No mesmo ano a artista produziu mais um show na capital francesa, no "Cirque d'Hiver", antes de partir para a turnê internacional, que incluiu América Latina, Europa e América do Norte, onde "Le Fil" foi lançado nos Estados Unidos. Em setembro a cantora figurou no álbum "Coitry" de Sébastien Martel, com quem ela dividiu a cena no Teatro "Rond Point", em Paris, durante o concerto em "Blanc - Solidarité Liban", cujos fundos seriam doados para a cruz vermelha libanesa. Em outubro mais um show, desta vez em Londres no Shepherds Bush Empire, onde o segundo disco também foi comercializado. O sucesso como cantora lhe abriu as portas do cinema, onde mais uma vez Camille teve a oportunidade de mostrar seus dotes de atriz no filme "Ava", primeiro longa de Olivier Lecot, e também em 2007, ela contribuiu para a trilha sonora da animação Ratatouille dos estúdios Pixar na canção intitulada "Le Festin". Além disso, ena dublagem francesa, ela dubla a voz da personagem Collette em Ratatouille. Ainda em 2007, ela esteve envolvida com um novo projeto, mais espiritual, o de reprisar o compositor britânico Benjamin Britten e diferentes cantos religiosos nas igrejas. Durante várias semanas, ela se atrela na "Ceremony of Carols", escrita por Britten em 1942, em que agregou ao título "God is Sound", uma série de cantos cristãos, judaicos, argelianos e taoistas. O fruto do trabalho foi apresentado em junho na igreja de Santo Eustáquio, em Paris. O espetáculo ganhou notoriedade e se espalhou para outras cidades da França. Um novo álbum intitulado "Music Hole" foi lançado em 7 de abril de 2008, em inglês, segundo ela para se aventurar em uma nova língua que ela domina fluentemente. Lançado em abril de 2008, como em "Le Fil" ela valoriza a polifonia e os transes vocais fulgurantes. Por este trabalho chegou a se apresentar durante quatro noites no festival de 'Printemps de Bourges', no centro da França. Em seguida parte em turnê depois de se apresentar na "Cigale" parisiense. Novamente produzido em colaboração com MaJiKer. Music Hole foi gravado e mixado por Valgeir Sigurdsson. O primeiro single do álbum, intitulado "Gospel With No Lord" foi lançado para download online em 11 de fevereiro de 2008, juntamente com outra nova música do álbum, intitulado "Money Note". Sua canção, "Ta douleur" foi destaque no programa de televisão americano Saturday Night Live. O esboço original foi ao ar em outubro de 2010 intitulado "Les jeunes de Paris", apresentado pela atriz Emma Stone. Em março de 2011, a cantora Miley Cyrus exibiu esta canção em um esboço similar. Para Camille cada álbum é uma busca de felicidade e a música uma fonte de prazer e um meio de se conectar ao cosmos. Com esta proposta seu próximo álbum, intitulado "Ilo Veyou", foi lançado em 7 de outubro de 2011. No álbum uma arte biológica e despojada, mas autêntica. Para realizá-lo Camille apelou para instrumentos acústicos e lugares dotados de sonoridades interessantes para conservar a magia das locações e o desafio de dar eco às reverberações, e aos instrumentos, ao mesmo tempo que privilegia o silêncio e o bocejo, "páginas em branco, começos de cada história. Em que a respiração é o grande aliado, a toalha de fundo", revelou à RFI. E segundo ela, é um álbum live porque foi registrado com o objetivo primordial de captar o instante, o momento musical. "Eu queria fazer canções acústicas, cantar direto com os músicos", confessou. Ilo Veyou é até o dia de hoje o álbum mais eclético de Camille. Nele os fãs encontram momentos de graça em "Tout dit"; folk tradicional em "Le Berger", contos infantis em Message, R'n'B em "My Man Is Married but Not to Me", baladas pop em "Wet Boy", e até um pouco de Piaf em "La France". Para prepará-lo ela mesma agenciou o coral de crianças, e sua equipe de músicos são todos vindos da música clássica. Outra especificidade de Ilo Veyou é o experimentalismo, que claro não poderia faltar num álbum da cantora francesa. Quanto ao título "Ilo Veyou", Camille afirma que a princípio pretendia chamá-lo "Canções de amor através dos séculos" ("Les chansons d’amour à travers les siècles"), porque no álbum ela perpassa por toda sorte de amor, dos de Menestrel às canções hippies. Ela confessa ter uma queda pelo amor cortês, pelo lado cavalheiresco, afirma. "Além disso a maioria das canções são de amor, só que isso fica subentendido, não?" finalizou. Seu album mais recente "Ilo Lympia", foi lançado em fevereiro de 2013. Em 18 de novembro de 2010, ela deu à luz ao seu filho chamado Marius, cujo pai é o músico e percussionista Clément Ducol. Ela é ateísta.

Se você encontrou alguma informação errada ou poderia melhorar essa página sobre Camille fale agora mesmo com a gente!

Faltando alguma coisa aqui? Mande mais fotos de Camille para gente!

>