A.C.T

Outros

836 views
Compartilhe Agora:

foto de A.C.T

A.C.T é uma banda de rock progressivo e art rock da Suécia. Faz parte de um seleto grupo de artistas que consegue imprimir sua marca, devido ao som extremamente cognitivo, melodias fáceis e letras extremamente engraçadas ou filosóficas. Seu som é uma combinação original de sonoridades belas e guitarras pesadas, linhas de baixos num grande crescendo, intrincados lances de bateria de difícil execução, teclados recheados de efeitos divertidos e vocais límpidos e de magistral composição. A banda faz parte de uma das vertentes da terceira fase do rock progressivo: o Metal Progressivo. Porém, como natural nessa vertente do rock, não se prendem a modismos e gêneros pré-moldados pela indústria fonográfica. Os músicos da banda são virtuosos em seus respectivos instrumentos e mostram claramente suas grandes influências musicais, bem diferentes entre si. As mais evidentes referências da banda são a banda Saga, Queen, Beatles, Steely Dan, City Boy, Kansas, Dream Theater e Rush. É possível ainda, reconhecer na música da banda, ecos da sonoridade de artistas como Elton John, Bob Marley, Spock's Beard, Genesis, entre outras diversas influências. História Ola Andersson, Jerry Sahlin, Thomas Erlandsson e Jens Appelgren eram jovens estudantes e iniciaram com a primeira formação do A.C.T. No início a banda se chamava Fairyland, e mantinha-se instável, sem um músico que ocupasse a posição de baixista. Pediram a um amigo, Simon Niklasson, que já era músico e tinha sua própria banda, que os acompanhassem nas primeiras apresentações e gravações. Após um bom tempo, o vocalista Jens Appelgren deixou o Fairyland, que começou a fazer novos testes para um novo vocalista. Herman Saming, "a voz", definiria irremediavelmente o som do grupo. Herman, Ola e Thomas estudavam na mesma escola na cidade de Malmö, e, depois de alguns ensaios, ficou claro que o novo vocal era o tipo certo para a sonoridade tão desejada. Entretanto, a procura por baixistas continuava. Simon estava cada vez mais dividido entre sua banda regular e a ajuda na banda dos seus amigos. Peter Asp entrou para ocupar o lugar vago no final de 1995 e integrara o grupo como uma luva. Sinalizando um novo começo, a banda torna-se o A.C.T - sigla que ninguém, além dos próprios integrantes, conhece o significado - confirmando a participação no festival Direkt de Musik, um dos maiores concursos de canção para amadores da Suécia na época. Entretanto, ainda não foi a vez da banda aparecer para a mídia. O ano de 1996 trouxe novas oportunidades e uma nova fase, e os garotos voltaram a participar do Direkt de Musik, sendo que desta vez as coisas correram bem melhor. Depois de vencer as semifinais, foram à Estocolmo concorrer com bandas de todo o país escandinavo. Mesmo sem conquistar o primeiro lugar , as rádios rock e revistas especializadas deram grande atenção à canção da banda, que acabou ganhando um ilustre padrinho e defensor: Yngwie Malmsteen. Tudo indo bem, a banda percorreu a Suécia fazendo shows, gravaram uma demo-tape e quando sentiram-se prontos para brigar por seu espaço, entraram em estúdio para gravar o álbum de estréia do grupo, Today's Report (1999), no qual mesclaram novas e antigas composições. Seu segundo álbum, Imaginary Friends, foi lançado em 2001 e o terceiro, Last Epic, em 2003. No trabalho mais recente da banda, Silence (2006), a banda amadurece e o feedback de seus esforços torna-se mais visível, principalmente no Japão e na Europa. Com esse novo álbum, o A.C.T alcança o quarto lugar em vendas na loja sueca Ginza, superando artistas como Iron Maiden, Bob Dylan, Hammerfall, Bruce Springsteen, Christina Aguilera e Scissor Sisters. Discografia (1996) Early Recordings (demo) (1999) Today's Report (2001) Imaginary Friends (2003) Last Epic (2006) Silence

Se você encontrou alguma informação errada ou poderia melhorar essa página sobre A.C.T fale agora mesmo com a gente!

Faltando alguma coisa aqui? Mande mais fotos de A.C.T para gente!

>