Teoria simplificada: Escala Maior

Neste artigo, iremos tornar bem simples o entendimento das escalas, mais especificamente da escala maior. Porém, antes de começarmos, aconselhamos que você já tenha entendido bem o que são intervalos, para que servem e como se aplicam.

O que é a Escala Maior?
A escala maior é compreendend

Neste artigo, iremos tornar bem simples o entendimento das escalas, mais especificamente da escala maior. Porém, antes de começarmos, aconselhamos que você já tenha entendido bem o que são intervalos, para que servem e como se aplicam.

A escala maior é compreenda como uma sequência de 7 sons, composta por 5 tons e 2 semitons. Os 2 semitons localizam-se entre a 3ª e a 4ª nota, e entre a 7ª e 8ª nota. Para ilustrarmos melhor, veja o diagrama abaixo:

Para facilitar a compreensão e fazer uma associação concreta, podemos dizer que a sequência Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si e Dó resume a definição da escala maior.

A escala diatônica maior na tonalidade de Dó é o modelo, por não possuir nenhum tipo de acidente (sustenido ou bemol) em sua formação. Então, os intervalos entre as notas da sequência de Dó maior são exatamente iguais aos da fórmula da Escala Maior – os tons e semitons contidos na escala diatônica são chamados naturais.

Baseando-se no entendimento sobre os intervalos, podemos classificar a relação entre as notas dessa escala (sempre à partir da tônica, ou seja, a primeira nota da escala, e as demais notas).

 

Aplicando a escala maior no violão ou guitarra

Como a escala maior possui sete graus diferentes, pois o VIII Grau é a repetição do I Grau, temos sete possibilidades diferentes de execução. Ou seja, podemos partir de cada uma das sete notas, como pode ver no exemplo:

Desse modo, podemos digitar as notas da escala maior no braço do violão começando de qualquer uma das notas. Serão sete desenhos, maneiras e modos diferentes. Cada um desses modos recebeu nomes gregos, conforme ilustrado abaixo:

Execução da escala maior no violão ou guitarra

Com seu instrumento em mãos é hora de executar os modos de escala maior. Apresentamos os respectivos desenhos melódicos abaixo. Por uma questão de comodidade e facilidade, eles estão na tonalidade de Sol Maior. Digite os desenhos no instrumento utilizando o dedo indicador e médio da mão direita.

Esperamos com esse artigo ter simplificado ao máximo o entendimento da escala maior, até a próxima!

Você pode gostar também

Arquivado em: Guitarra, Teoria Musical, Violão Marcados com: dorico, eolio, escala maior, escalas maiores, frigio, jonio, lidio, locrio, mixolidio

 

Veja Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *