Cascabulho Baixar Músicas

Cascabulho

Outros

730 views
Compartilhe Agora:

foto de Cascabulho

O grupo recifense Cascabulho existe desde 1995. Trabalhando com a fusão de ritmos tradicionais, tais como o coco, o baião e o maracatu, o grupo surgiu com um trabalho que girava em torno do mito de Jackson do Pandeiro, sem, no entanto, prender-se a ele e deixar de aflorar a personalidade singular "cascabulhesca". Formado, inicialmente, por Silvério Pessoa (percussão e voz), Jorge Martins (percussão e vocal), Marcos Lopes (percussão, guitarra e vocal), Wilson Farias (percussão, bateria e vocal), Kléber Magrão (percussão, teclado e vocal) e Lito Viana (baixo, cavaquinho e vocal), o Cacabulho foi a revelação do Abril Pro Rock em 97, participou do Free Jazz Festival deste mesmo ano e, ainda sem ter gravado um CD, viajaram para a Europa e Canadá. Emergia uma das bandas mais promissoras do cenário musical pernambucano. Em 98 lançaram, ainda com a primeira formação, o CD "Fome dá dor de cabeça". Com esse disco, ganharam o Prêmio Sharp de Melhor Álbum Regional e Melhor Canção Regional, com a música "Quando sonhei que era santo". Em 2000 veio o baque, um ano de grandes transformações para o Cascabulho. Silvério Pessoa deixa a banda, buscando uma carreira solo. Dúvidas sobre a continuidade do grupo assolaram fãs, críticos e más-línguas. Mas, com uma nova formação, o Cascabulho provou que veio para ficar, e seu novo trabalho está na boca do forno. Com Kléber Magrão na voz, Marcos Lopes na guitarra e viola e Jorge Martins na percussão - estes remanescentes da formação original, junto com Alexandre Ferreira (voz, baixo, flauta, sax alto e pífanos), Emanuel Santana (voz, flauta e pífano) e Guga Santos (percussão), foi gravado o segundo CD, "É caco de vidro puro". O novo rebento mantém a fusão de ritmos tradicionais e elementos pop. Traz, em sua mistura, benditos, cavalo-marinho, boi, maracatu, baião, cocos, música de jurema (espécie de candomblé com elementos indígenas), permeados, não raramente, por arranjos jazzísticos. Conta ainda com as participações especiais de Tom Zé, Fred 04, Marcos Suzano e Naná Vasconcelos. Em 2004 o Cd é caco de vidro puro foi indicado ao grammy latino na categoria musica de raizes regionais. Em 2008 o cascabulho lançou o Cd Brincando de coisa séria, com 14 faixas inéditas e a participação de zeca baleiro, carlos malta, e jr tostoy. ainda em 2008 o cascabulho regravou ao lado de gilberto gil a musica miserere nobis de gil e capinam. A regravação esta na coletânea Sr Brasil numero 3 lançada no mesmo ano. Na noite de 24 junho de 2011 foi ao ar o programa som Brasil em homenagem a Jackson do Pandeiro com a participação do Cascabulho alem de Lenine e Otto Atualmente o cascabulho é: Kléber Magrão - voz e vocais Alexandre Ferreira - saxofones, pífanos, violões e vocais Jackson Rocha Jr. - Baixos e vocais Léo Lira - Violão, gitarras e vocais

Se você encontrou alguma informação errada ou poderia melhorar essa página sobre Cascabulho fale agora mesmo com a gente!

Faltando alguma coisa aqui? Mande mais fotos de Cascabulho para gente!

>