Slap e Pop o que são e como fazer

Técnicas de Contra-baixo: Como tocar Slap e Pop
Introdução
Ser capaz de tocar um baixo é uma sensação prazerosa, mas você sabia que aprender a tocar essa técnica chamada de slap pode energizar o seu padrão no baixo? Sim é muito importante aprender essa técnica que certamente vai te leva

Técnicas de Contra-baixo: Como tocar Slap e Pop

Introdução

Ser capaz de tocar um baixo é uma sensação prazerosa, mas você sabia que aprender a tocar essa técnica chamada de slap pode energizar o seu padrão no baixo? Sim é muito importante aprender essa técnica que certamente vai te levar em outro nível de conhecimento. Isso sem dúvida irá diferenciá-lo de um baixista comum que não saiba.

É possível as pessoas reconhecerem a sonoridade dessa técnica de contra-baixo chamada de slap em vários estilos musicais, mas ele é mais comum principalmente na música latina, funk americano, pop, soul e jazz. Ao dominar essa duas técnicas de contra-baixo o slap e o popping você definitivamente vai se tornar um baixista melhor e mais versátil. No seriado do Seinfeld utiliza-se sample de teclado para fazer um slap do baixo. O tema da música do antigo seriado Alf usava esse recurso também.

Existem muitos músicos que se utilizavam dessas técnicas de contra-baixo como Larry Graham, Louis Johnson, Marcus Miller e outros artistas solos como Miles Davis, David Sanborn, Luther Vandross.

As técnicas Slap e Pop

Com a criação do baixo elétrico surgiu então uma maior variabilidade de sons para o baixo, trazendo maior versatilidade. A técnica básica do slap consiste em:

1° Com a falange do seu polegar bata na corda.

2° Puxe o polegar para cima por cima da corda

3° Puxe a corda com o dedo indicador (uns preferem o dedo médio).

Coloque a mão na mesma maneira de como você faria normalmente com o dedilhado. Em seguida, coloque o polegar em um ângulo de 90 graus a partir de seus dedos. Sua mão deve fazer uma espécie de L invertido. Agora gire a mão a um ângulo de 90 graus, de modo que o dedo mindinho seja o mais próximo do baixo, então traga de volta para baixo, atingindo a corda bem na junta do seu polegar onde o osso fica mais próximo da pele para produzir um som melhor.

Obs.: Certifique-se de que a corda dê aquele quique porque se não o som pode ser muito sem graça, embora alguns músicos alternativos preferem assim para casos específicos, mas não é o nosso caso agora.

técnicas de contra-baixo

A descoberta dessas técnicas de contra-baixo tanto do “tapa” ou slap com o polegar quanto o popping com o dedo anelar foram rapidamente usados no cenário do funk e do disco dos anos 70. Isso ajudou a elevar e divulgar músicos como Bootsy Collins e Flea do Red Hot Chili Peppers.

Agora para o pop ou popping, essa é uma técnica muito mais fácil, tudo que precisa fazer é puxar a corda com o dedo indicador ou anelar, pegando bem debaixo dela, você saberá quando estiver fazendo de forma correta quando a corda bater fortemente contra o braço fazendo aquele som característico. O pop também pode ser feito com o dedo anelar e médio assim como o slap, mas para iniciantes é mais aconselhável usar o indicador.

Técnicas de contra-baixo: Praticando o Slap e o Pop

Este exercício que irei propor foi desenvolvido pelo baixista Flea, no youtube encontra-se alguns vídeos dele. Então, a técnica dele consiste em tocar uma oitava, a oitava é um grupo de 13 notas. Para tocar uma oitava no slap ou pop, faça isto:

G-----|D----2| Pop a corda DA-----|E--0--| Slap a corda E

Lembre-se, você pode tocar uma oitava tocando duas cordas e 2 casa para cima.

Dá também para tocar outras combinações com o slap em torno de um powerchord. Algo como isto:

G----------------------| Denovo, Pop as cordas G e D...D------4--4p2---------4|A-------------4p2------|E--0h2------------0h2--| E Slap nas cordas E e A.

Esse é um exemplo de uma linha que você pode tocar em um powerchord, você deve ter notado que eu dei um hammer on na corda solta para a nota final da oitava, e usei também algumas notas que não estavam no powerchord. Eu sugiro trabalhar com algumas notas para ver qual delas ficam bem juntas.

Outro exemplo de uma boa linha seria:

G------------2h4h2---4p2---------------------| Se isso ajuda, você pode dar um PopD-----4------------------4p2-----------------| na corda A na descida em vezA----------------------------4p2-----4p2-----| de dar um slappingE-0h2----0h2---------------------5p2-----5p2-|

Tente improvisar em todas as notas nas tablaturas acima e experimente algumas próprias.

Mais algumas dicas rápidas:

– Lembre-se de um bunce nas cordas para evitar um som mudo enquanto da os slappings.

– Comece devagar, e acelere gradualmente à medida que ficar melhor.

– Toque através de um amplificador, isso melhora o som.

– Procure no Youtube por um dos baixistas citados neste artigo para ter uma boa ideia das técnicas utilizadas por eles.

Veja Também:

  • Oração do Angelus na voz de São Pio de Pietrelcina (Ouça) A Hora do Angelus (ou Toque das Ave-Marias), que corresponde às 6h00, 12h00 ou 18h00, relembra aos católicos, mediante preces e orações, o momento da Anunciação - feita pelo anjo Gabriel […]
  • O Papa, Sucessor de São Pedro? O Papa, Sucessor de S. Pedro?Esta é uma objeção (ou acusação) comum entre os “crentes”, querendo que os católicos provem que o papa é vigário de Cristo e sucessor de S. Pedro. Nada […]
  • Oração a São José – composta por São PIO X Oração a São José (São Pio X ) Glorioso São José, modelo de todos os que se dedicam ao trabalho, obtende-me a graça de trabalhar com espírito de penitência para expiação de meus […]
  • O diabo pode possuir quem se afasta de Deus – Parte 1 Ao saber essa semana que o filho de um dos lideres da Canção Nova tem como “altar musical” os Beatles, banda formada por John Lennon, McCartney, Harrison, Stuart Sutclife, Pete Best, […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *