Alien Baixar Músicas

Alien

Outros

13 views
Compartilhe Agora:

foto de Alien

HARD ROCK/AOR - Sweden (Göteborg, Västra Götaland) Toby Tarrach : Bateria Tony Borg : Guitarra Jim Jidhed : Vocais Ken Sandin : Baixo Jimmy Wandroph : Teclas Álbuns Alien (CD - 1988) Alien 2 (CD - 1989) Shiftin' Gear (CD - 1990) Alien (1993) (CD - 1993) Crash (CD - 1995) Best and Rare (Compilation - 1997) Live in Stockholm 1990 (Live - 2001) Dark Eyes (CD - 2005) Apesar de um tanto quanto desconhecido no Brasil, o Alien deixou uma considerável herança para a cena AOR. A banda é natural da cidade sueca de Gothemburgo e foi formada em 1986 pelo guitarrista Tony Borg e o vocalista Hans Gislasson. Mas logo começou aquele que seria o maior calvário do Alien: sua constante troca de músicos. Em menos de um ano Gislasson deixa seu posto e o guitarrista Borg recruta o vocalista Jim Jidhed. Contando ainda com Ken Sandin (baixo), Jimmy Wandroph (teclados) e Toby Tarrach (bateria), o Alien se torna extremamente famoso em 1988 ao liberar o single “Only One Woman”, escrito originalmente por Graham Bonnet. A faixa permaneceu nada menos do que seis semanas no primeiro lugar das paradas de sucesso da Suécia. No embalo da fama, o conjunto estréia no mesmo ano com o álbum batizado simplesmente como “Alien”. Naturalmente a tal faixa de sucesso constava no repertório, mas “Brave New Love” e “Tears Don't Put Out The Fire” também contaram pontos para aumentar ainda mais seu prestígio entre os países escandinavos. Mas, com o sucesso da ocasião já começando a atravessar as fronteiras da Europa, alguns egos se inflam e Jidhed, com sua bela voz, opta por seguir carreira solo. Sua substituição ocorre rapidamente com a entrada de Peter Sandberg (Madison, Von Rosen). E em 1989 é lançado o mesmo “Alien” no mercado norte-americano, mas com nova capa e um repertório ligeiramente modificado, agora com oito das doze faixas originais (cinco das quais estavam remixadas) e acrescentou-se ainda “Now Love” e "The Air That I Breathe", cantadas pelo novo vocalista. Assim, o terreno estava preparado para a chegada do segundo álbum. “Shiftin' Gear” é liberado em 1990 e tinha como músicos os já citados Borg (guitarra e baixo) e Sandberg (voz), além do tecladista Bert Andersson e o baterista Imre Duan (Snow Patrol). Mas nem bem o disco chegou às lojas e a formação se alterou novamente. Um inferno! O Alien recrutou Richard Andre (teclados), Stefan Ridderstrale (bateria, Madison, Riff Raff) e Conny Payne (baixo). Como se não bastasse, Tommy Persson (Red Fun) assumiu as vozes... O motivo? Bem, quem resolveu seguir carreira solo agora foi o vocalista Sandberg – que, aliás, atingiu grande êxito, pois ao longo dos anos também passou a constar em seu currículo as bandas Snakecharmer e Bewarp, o que lhe garantiu o status de cult no meio AOR. De qualquer forma, o Alien passou a ficar no gelo a partir de 1991, pois agora era o mentor e guitarrista que queria provar o sabor de um trabalho solo. Somente dois anos depois que é o grupo, então com a voz de Daniel Zangger Borch (Shere Kahn), volta com um novo disco, com o nada criativo nome “Alien” (de novo...!) e que passou longe de atingir a repercussão de seus antecessores, principalmente por sua produção ser considerada muito a desejar. Em 1995, “Crash” surpreendeu por dois motivos: as canções estavam muito mais pesadas do que se poderia esperar em termos de Alien, e a formação oficial não se alterara. Quer dizer, em parte, pois, em função de alguns problemas de ordem pessoal, a bateria do novo álbum fora tocada por Michael Wilkman. Mas Ridderstrale já estava pronto quando o grupo começou a se apresentar ao vivo para a promoção do trabalho. Ainda que seus músicos aparecessem esporadicamente em alguns projetos, o Alien liberou depois disso apenas uma coletânea e o disco “Live In Stockholm”, cujas canções foram captadas durante um show de 1990, quando a banda contava ainda com a voz de Sandberg. Entre algumas seletas apresentações ao longo dos anos, passou-se muito tempo até que surgisse algum álbum inédito novamente. E foi com grata surpresa que os fãs receberam a notícia de que o guitarrista Borg estava novamente em parceria com o carismático e primeiro vocalista do Alien, Jim Jidhed. Assim, no final de 2005 os antigos admiradores puderam conferir o saudoso Alien em “Dark Eyes”, que, além da velha dupla, contou ainda com Mats Sandborgh (teclados), Berndt Ek (baixo) e Jan Lundberg (bateria). Após isso, mais nada. Apesar de o Alien padecer em função do grande rodízio de sua formação, a beleza de suas composições ficou para a história a ponto de, mesmo depois de cerca de duas décadas, seus primeiros discos serem referência entre os amantes do AOR.

Se você encontrou alguma informação errada ou poderia melhorar essa página sobre Alien fale agora mesmo com a gente!

AS 10 MAIS ACESSADAS

Faltando alguma coisa aqui? Mande mais fotos de Alien para gente!

>